11/02/2009

SOU MAIS NEGRO.

Por que não vemos mais negros por aí sendo contratados? O Presidente dos Estados Unidos é negro e antes dele teve o David Palmer do seriado 24 horas. Os melhores Jazzistas eram negros. Miles Davis e Jonh Coltrane. Sem falar nos cantores de blues e as cantoras. As mulheres negras. Lindas, sensuais, com os mais variados estilos de cabelo e de lábios. Altas, baixas, magras e fofas. Inteligentes esses negros. Malcom X, Martin Luther King, Spike Lee. Esses caras são músicos de primeira. Milton Nascimento, Jorge Ben, Gilberto Gil. Os caras dão nó na mente. Sua constituição física é invejável e sua resistência aos impactos da natureza em relação ao corpo, como a poluição e o contato da pele com raios nocivos do Sol, já foi comprovada cientificamente. Uma raça superior.

Inteligentes e criativos os negros. Na Dahás, foi um negro quem teve a idéia de colocar Piratas em um teaser para lançar a Cerpa. Ninguém gostou no começo. Todos brancos. Não é a toa que os brancos cultivam a idéia de que Zumbi era gay. E se fosse. Até aí ele seria pioneiro. Além da liberdade ética também pregaria a liberdade sexual e o direito à escolha.
Grande Otelo apesar da estatura era chamado assim. Grande. Quando entrava em cena dominava o palco. Não é a toa que foi um dos poucos que beijou Xuxa em um especial de fim de ano na boca. O outro negro que beijava Xuxa, a rainha branca, era Pelé. Quem foi Pelé mesmo?

Se eu tivesse uma empresa, seja de comunicação ou de qualquer outra coisa, contratava negros. Negros sabem chegar lá, fazer acontecer. Eles brigam por suas idéias e vendem bem melhor o produto interno. São mais simpáticos, mais receptivos socialmente e bem menos preguiçosos. Tive dois melhores amigos em toda minha vida. Os dois são negros. Meu primeiro amor foi uma negra. Morro de ciúmes de minha namorada, uma loirinha linda, quando a vejo assistindo filmes do Will Smith. Ela é louca por ele. Quem me derá ser negão.

12 comentários:

Ricardo Oliveira disse...

Eu tinha as minhas dúvidas.
Mas agora foram solucionadas. Definitivamente, tu és gay... rsrsrs.

João Paulo Guimarães disse...

Um aviso aos anônimos. Deixem seus msns pra eu poder bloquear vcs lá também. hehehehehe..Ricardo. Não espalha amiiiigaaaa!

Ivan Santos Jr disse...

iii que intimidade acima...rsrs
gostei do post!
e sempre bom questionar um pouco a nossa realidade.
será que existe preconceito ainda?, ou apenas as atitudes sempre irão resultar nisso?

João Paulo Guimarães disse...

Valeu Ivanzão. Na verdade o texto é mais uma homenagem anônima a um amigo que nem precisa.

Lembrando que é pra mandar os msns não bloqueados ainda. Os não bloqueados!

Raphael Marques disse...

Apaaa... Se o Sr nao mudar essa ideia ateh 2011... Eu te roubo pra xefiar na minha agencia... Soh naum apela muito pa o lado nego gay pq eles nao curtem muito isso naum... Haaiuehiauehaiuehaiuh

Priscila Monique disse...

Já falei a você minha opnião sobre o texto, em relação ao fato de ser gay ou não precisamos conversar ¬¬'...

Bob disse...

Hummmmmm Will smith né, te esperta papai...

João Paulo Guimarães disse...

tem que admitir que o cara além de simpático pra caralho é bonito também!

Manoela Coelho disse...

Nossa!!! Tem bastabte gente interessada na sua sexualidade, né amor?
Acho que o que ele quer é saber se ele tem ou não uma chance com você. rsrsrsrsr
E quanto a vonta de de ser negão..."a verdade é que você tem sangue crioulo..." todos nós temos.

Karla Nazareth disse...

João, creio que você esteja sendo racista.

O presidente dos EUA, independente de ser negro, é um cara inteligente e preparado. Os outros que você citou não são menos talentosos, tenham eles maior ou menor quantidade de melanina na epiderme. Minha pele não é negra, mas meu avô o era, então sou uma pessoa pior? Claro que existem profissionais mais qualificadas do que eu em diversas áreas, assim como sou mais qualificada que muitas pessoas por ai: e justamente por isso que não quero que a cor da minha pele ganhe o mérito por todo o meu esforço e vivência.

Não existe raça superior, sequer existem “raças” entre humanos. Lembra que uma ideologia que pregava a tal "raça superior" não gerou bons frutos? (mudar a cor da pele não fará uma ideologia desse teor ficar melhor. Tudo o que prega a compulsória hegemonia de um povo em detrimento de outro não pode ser saudável).

No seu texto, em alguns momentos, você minimiza os tais brancos porque eles não compraram de imediato a idéia dos “Piratas da Cerpa”, por exemplo, isso é algum problema? Idéias e inseguranças nascem todos os dias, nas mais variadas cabeças. Dizer que uma pessoa criou algo e que ela é talentosa é justo, mas dizer que essa pessoa é talentosa porque ela é negra e que outras pessoas são mais inseguras e provavelmente menos talentosas porque são brancas, não me parece sensato. Você citou vários negros exemplares, mas também poderia ter citado uma penca de índios, árabes, judeus, europeus, indianos, africanos-não-necessariamente-negros, japoneses, chineses etc. etc. também importantes para a humanidade.

Se eu tivesse uma agência, contratava pessoas talentosas, sem nem ao menos ficar reparando na cor dela. Dizer que alguém de uma cor é MAIS é minimizar as outras pessoas (e é assim que nascem os apartheids). Negros passaram muito da sua história sendo minimizados dessa forma, e se tratar um ser humano pelo seu fenótipo é algo errado, por que continuar errando?

Pessoas merecem respeito, cada um é diferente do outro, cada um possui seu jeito único de contribuir, cada povo é um povo, cada cultura é uma cultura, ninguém é melhor que ninguém. Existem pessoas menos preparadas e mais preparadas para um cargo. E só.

Beijos.

Anônimo disse...

Tu foste quase um preconceituoso com os brancos, qto a gays, nenhum um pouco. gostei ...rá

João Paulo Guimarães disse...

Karla.
Eu vou começar a escrever textos mais polêmicos por que só asim você vem me visitar hehehehehe. Concordo com você. Poderia ter citado vários outros seres humanos, mas o texto fala dos negros e de sua força. Outro dia eu escrevo sobre os homens de Cinquenta que também sofrem preconceito na hora da contratação, sobre como ter muito dinheiro torna a pessoa burra socialmente e mal educada, um sobre a Lei Maria da Penha e a força da mulher e um especial com o título, Sou branco encardido (por que eu sou mesmo). Esses textos são assim mesmo. As vezes a gente entende como eles devem ser entendidos e as vezes a gente lê com os olhos emprestados e interpreta da forma como o pseuso amigo leva pra nós. Não gosto de polêmica. Eu sei que tem neguinho que só aparece assim, saindo com uma melancia na cabeça e começando as frases apenas com a palavra EU. Gente doente de verdade.
Se desarme em relação a mim que eu não sou preconceituoso não, minha vozinha também é negra, a Katia que faz uma comida desgraçada de horrível lá em casa também é negra, o seu Raimundo que de vez em quando me empresta um Derby Light lá no prédio também é negro, o meu melhor amigo no trabalho é o Allan, um negro pra lá de falastrão. Finalamente fiz ele assistir Hellhaiser: renascido do inferno. Enfim.
Volte sempre. Você tem conteúdo.