23/12/2009

PARA O BEM DA PUBLICIDADE PARAENSE.

Durante muito tempo alguns, e eu digo alguns publicitários paraenses, entre profissionais, donos de agência, filhos de donos de agência e anônimos têm me questionado sobre os meus valores éticos. Me acusam de ser radical, de ser caxias, cri cri e outras coisas das quais eu me orgulhava. Tudo isso mudou. Eu mudei pra melhor.
Hoje os padrões da publicidade paraense mudaram e eu preciso obviamente acompanhar esses novos padrões paraenses. Então, de agora diante será assim. Eu me rendo.
EU APOIO A CÓPIA INDISCRIMINADA DE CAMPANHAS, PEÇAS PUBLICITÁRIAS E QUALQUER CRIAÇÃO PUBLICITÁRIA DESDE QUE SEU DONO NÃO SAIBA QUE EU COPIEI E TAMBÉM APLAUDIREI DE FORMA INCONDICIONAL QUANDO UM "COLEGA" DE PROFISSÃO FIZER O MESMO.
APOIO O TAPINHA NAS COSTAS COMO FORMA DE POLÍTICA ENTRE OS PROFISSIONAIS DA PUBLICIDADE NÃO CRITICANDO DE FORMA ALGUMA A ATUAÇÃO EQUIVOCADA DESTES.
DESTA DATA EM DIANTE FAREI CARA DE SURPRESO SEMPRE QUE UM VT DE VAREJO FOR LANÇADO DESDE QUE A PRODUTORA DESCREVA ELE COMO INOVADOR E CRIATIVO. TAMBÉM FAREI COMENTÁRIOS POSITIVOS SOBRE OS MESMO. TAMBÉM ELOGIAREI A FOTOGRAFIA MESMO SABENDO QUE TAL PROFISSIONAL NÃO ESTÁ ENVOLVIDO NA PRODUÇÃO.
LEVANTAREI A BANDEIRA DE QUE TODO PROFISSIONAL COM DIPLOMA COMPROVADO, SEJA TAXISTA, ANÔNIMO, ADVOGADO, ADIMINISTRADOR, NUTRICIONISTA OU PROFESSOR DE PORTUGUÊS PODE E DEVE EXERCER QUALQUER FUNÇÃO DA ÁREA DE CRIAÇÃO (o que tem até lógica por que agora podemos copiar).
QUALQUER VEÍCULO, DESDE O MAIOR DO NORTE E NORDESTE ATÉ O MENOR DO MEIO OESTE PODE E DEVE, DE ACORDO COM O TAMANHO DA AGÊNCIA OU O SOBRENOME DO DONO DESTA, SEGURAR OU BLOQUEAR SUAS COMISSÕES MESMO QUE A AGÊNCIA CORRA RISCO DE FECHAR POR NÃO PAGAR O ALUGUEL. OU A ÁGUA. OU OS FUNCIONÁRIOS. OU A MIM.
NUNCA MAIS PEDIREI OU REQUISITAREI NEM POR UMA QUESTÃO DE CURIOSIDADE, DESESPERO OU AMEAÇA DE MORTE OS SERVIÇOS DE PRODUTORAS OU GRÁFICAS DE FORA DO ESTADO, ME SUJEITANDO DE FORMA CONSCIENTE A ATRASAR A ENTREGA PARA O CLIENTE OU ATÉ MESMO A PERDER ESTE. APOIAREI TODOS OS FORNECEDORES DE BELÉM E DO ESTADO MESMO QUE ESTES ME DEIXEM NA MÃO OU NA ESPERA EM CHAMADA (a ligação sempre cai). A VALORIZAÇÃO DO FORNECEDOR LOCAL DEVE ACONTECER MESMO QUE DEMAGÓGICA.
Pronto. De acordo com esses seis preceitos eu posso finalmente, graças à nata da publicidade paraense, me sagrar finalmente Profissional de Comunicação. Gostaria de agradecer aos anônimos em particular pelas palavras de apoio durante esses dois anos de Blog. É isso gente. Evolui.
Ps: Amanhã mesmo faço minha inscrição na Escola de Propaganda. Chave de Ouro.

06/12/2009

BOM DIA CRIATIVOS!


Seguindo a profecia venho aqui dar um grande bom dia aos criativos que teimam em acreditar que existe a possibilidade de entrar de forma simbiótica na mente de algum diretor de criação dono de agencia ou de algum cliente melhor amigo do dono da sua agencia. Se você é um desses que crê de forma severa que existe a possiblidade de elevar a agencia em que trabalha a um nível criativo mais do que satisfatório, e sim, real, se você é um redator maluco que escuta The Kinks bem baixinho por que o atendimento, filho do seu patrão, reclama da música estranha que você escuta, e, se você é um dos que lêem esse blog que contesta sempre a falta de ética dos que se julgam acima de nós então, my fellow camaradas, baixai, baixai e escutai em alto e bom som. Você não está só. Existe vida criativa além do PC ou daquele Mac que você acredita que nunca vai entrar na sua casa. BAIXAI E ESCUTAI EM ALTO E BOM SOM. Menos os anônimos. Ô povinho doente.

Download Boat That Rocked Soundtrack
http://rapidshare.com/files/230160303/Boat_That_Rocked_OST.part1.rar
http://rapidshare.com/files/230170584/Boat_That_Rocked_OST.part2.rar
http://rapidshare.com/files/230184287/Boat_That_Rocked_OST.part3.rar

24/11/2009

STAND ALUBAR NA FEIRA DA ABRH-PA.

Nos dias 20 e 21 de novembro a ABRH-PA promoveu, no Hotel Hilton, em Belém, o VI Congresso Estadual de Gestão de Pessoas, com o tema “Gestão de Pessoas e Sustentabilidade das Organizações”, desenvolvido a partir de três pilares: Responsabilidade Social, Inovações em Gestão de Pessoas e Preservação Ambiental.

A Virtual Comunicação foi a responsável pelo Stand da ALUBAR. O tempo, apesar de curto, bastou para fazer com que o stand fosse um dos mais lindos e mais visitados criando curiosidade e admiração por parte dos outros parceiros da feira. Ficamos muito felizes com a repercussão e retorno. Você fica com as fotos do stand, todas de autoria do nosso estagiário José Viana.(o modelo não fazia parte da decoração).





11/11/2009

FÚRIA DE TITÃS. EU ERA PIXIXITO.

Me lembro quando eu assistia sessão da tarde e esperava ansioso pra ver Fúria de Titãs, a história de Perceu que salva Andrômeda da furia de Era, deusa traida. Que filme! Que história! Que trilha sonora porrada! Bons tempos.
Assistindo esse trailer do remake eu fiquei emocionado e ansioso pra ver o que foi feito com aquela obra-prima que embalava minhas tardes de criança. Assista ao original e assista ao teaser do remaker. Louis Leterrier dirige essa porrada e o filme estreia em 26 de março de 2010.





08/11/2009

TEATRO MÁGICO. NÃO ESQUEÇAM O 15 DE NOVEMBRO EM BELÉM.

Enfim. Demorou, mas chegou. Agora é só aguardar pela grande performance. Lenine foi massa e Paula Lima também arrebentou. Ambas apresentações prévias para o grande encerramento da Feira do Livro que, cada ano que passa, mostra uma organização mais mal educada que no ano anterior. Agora eu encaro aguentar a desorganização e falta de informação para sentar na primeira fila e assistir ao Teatro Mágico.


04/11/2009

"SOU HUMILDE, NÃO MODESTO". ELE PODE.

Entrevista extraída da revista Isto é Gente, de 21 de Fevereiro de 2000. Um ano antes, eu tive o lampejo e desatino de me tornar publicitário. Uma decisão da qual só me arrependo por ter sido um pouco tardia. Hoje nós temos o publicitários que utilizam o pronome "EU" sem respaldo nenhum. Pior são os que se auto intitulam. Enquanto isso a gente trabalha até 11 h da noite com um sorriso no rosto e música alta.

"Sou humilde, não modesto"
Eleito publicitário do século, ele diz que inventou a superexposição na mídia

Paula Quental

Com a falta de modéstia que lhe é peculiar, Washington Olivetto, 48 anos, diz que sua escolha como publicitário do século tanto pela Associação Latino-americana de Publicidade quanto por uma enquete na Internet feita por profissionais do ramo, no ano passado, foi mais do que merecida. Mas, com charme, afasta qualquer sombra de pedantismo: "Ganhar publicitário do século é fácil, seu time ser campeão mundial de futebol, isso sim é relevante", diz ele, referindo-se ao Corinthians. Um dos publicitários mais festejados do mundo - só no Festival de Cannes foi premiado 46 vezes -, Olivetto é um apaixonado por esportes, capaz de acordar às 4h para assistir ao vivo a qualquer modalidade das Olimpíadas. Discorda que seja um workaholic. "Trabalhar é divertido. Trabalho como formiga e vivo como cigarra." E diz que só poderia ter sido publicitário, já que nasceu em 29 de setembro, dia de São Miguel Arcanjo, o anjo anunciador, data celebrada no mundo como o dia do anunciante. Criador do garoto Bombril, no ar desde 1978, campanha mais longa da história segundo o Guiness Book, Olivetto prepara, junto com o seu sócio na W/Brasil, Gabriel Zellmeister, um livro com as peças estreladas pelo ator Carlos Moreno. Ele conta a Gente por que deixou de usar gravatas e o que acha de alguns publicitários brilharem mais que suas campanhas.

É verdade que conseguiu o primeiro estágio ao enguiçar o carro em frente a uma agência?
Ia para uma das duas faculdades que fazia em São Paulo (e que não terminei). O pneu do carro furou onde havia uma pequena agência de publicidade chamada HGP. Eu era ruim para trocar pneus e então resolvi pedir um estágio. Disse ao dono da agência que tinha furado o pneu e que o meu pneu não furava duas vezes na mesma rua. Portanto, que ele devia me dar uma oportunidade porque senão era ele quem perderia a oportunidade. O sujeito achou engraçado e me deu uma chance. Tinha 18 anos.

Publicidade tem fama de profissão elitista. Hoje o acesso é mais fácil?
Quando comecei, a publicidade e o publicitário não tinham a exagerada aceitação social que têm hoje. Indiretamente tenho grande mérito e culpa nisso. Fui o cara que inventou essa visibilidade. Muitos publicitários de talento se prevaleceram disso, mas alguns entenderam errado e imaginam que o negócio é ficar famoso e depois fazer uns trabalhos. Isso gerou uma visibilidade desproporcional até ao tamanho desse negócio.

Qual a dimensão da publicidade hoje no Brasil?
É como a soma de quatro ou cinco grandes empresas brasileiras, dessas que faturam US$ 2 bilhões por ano. Isso dá o bolo da publicidade no Brasil. É deslumbrado e até ingênuo o publicitário posar de grande empresário. Isso estimula mais interesse pelos holofotes do que pelo trabalho.

Que profissionais têm essa postura?
É genérico, mas os mais deslumbrados são biodegradáveis e substituídos por outros com a mesma postura. A questão não é ter sucesso, é ter prestígio. Não é estar na moda, porque moda passa. Não é ter o holofote como herói, mas o trabalho.

Vivemos o mundo das celebridades, onde o sujeito é famoso porque é famoso, não porque fez algo importante. O que acha?
Fui o primeiro publicitário a dar valor à exposição na mídia de maneira consistente e exaustiva. Tenho necessidade de estar na mídia o tempo todo, mas piloto para que seja o profissional, não o pessoal. Vou a todas as exposições mas não a vernissages, vou a todos os shows, nunca na estréia. Talvez isso explique minha visibilidade há 30 anos. Mas meus anunciantes estão o tempo todo nos veículos que cultuam celebridades. Se eu gravasse disco ou trabalhasse em novela, investiria nisso.

Há publicitários que expõem a vida particular como as celebridades e acabam aparecendo tanto quanto os produtos que anunciam?
E depois têm dificuldade para sair. Nos anos 80, eu usava gravatas por prazer, a profissão não exigia. Comecei a ser presenteado com mais gravatas. A mídia passou a me tratar como um colecionador de gravatas e me incomodei. Racionalizei o que estava acontecendo em 1986 e, desde então, passei a me economizar. Em 2000, a máxima do Andy Warhol, de que todo mundo seria famoso por 15 minutos, foi transformada na de que todo mundo vai ser vulgar por várias horas. Saquei isso antes e pensei: péra aí, não cabe no meu universo.

A publicidade se beneficia de fenômenos como o de Tiazinha, Feiticeira, Adriane Galisteu?
É até interessante para produtos descartáveis que têm uma característica que os americanos chamam de short business. O primeiro licenciamento da Xuxa foi o primeiro comercial da W/Brasil, em 1986, o Xapato da Xuxa. E a Grendene tem licenciamentos com diversos desses ídolos, sejam eles mais ou menos momentâneos. Mas não acredito que a publicidade invente fenômenos sociais.

Mas enfatiza padrões estéticos? O modismo dos seios com silicone e da lipoaspiração importa um modelo de beleza?
Numa palestra que dei em São Francisco, nos Estados Unidos, ano passado, disse que o Brasil é o último país que tem mulher bonita no ponto de ônibus. A moça do povo aqui é naturalmente bonita e sensualizada. A importação de estéticas alienígenas esbarram numa beleza muito superior, pegam momentaneamente e depois vão para o brejo. A estética feminina no Brasil é filha da miscigenação, resiste a essas invasões. A Maria Fernanda Cândido, por exemplo, é uma belíssima Laura Antonelli ou Sophia Loren com um Brasil dentro dela. Fica uma delícia.

Você se considera um viciado em trabalho?
Como não sofro com isso, não me considero. Para mim, trabalhar é divertido. Trabalho como formiga e vivo como cigarra. Trabalhar como formiga permite que viva como cigarra, me realimente e volte a ser a formiga eficiente. Não vejo mérito em quem trabalha fora do horário, fim de semana. É falta de competência.

Concorda com a tese de que a criatividade nasce do ócio?
Ano passado fiquei amigo do Domenico de Masi (sociólogo italiano), o autor dessa tese, e o trouxe para falar na W/Brasil e na Fundação Getúlio Vargas. Concordo com o que ele diz, mas a mulher dele me contou que ele trabalha como um louco. Que prega aquele ócio criativo todo, mas estava trabalhando em dois livros, era reitor de várias universidades e fazia palestras em tudo quanto é lugar.

Na prática, quem consegue se dar tempo para o lazer é mais criativo?
No meu caso, a criatividade depende totalmente dessa realimentação. E o único lugar onde não obtenho essa realimentação é consumindo publicidade, porque viraria um cachorro que corre atrás do próprio rabo. Se quero fazer publicidade boa, tenho que fazer uma publicidade que se pareça com a vida. Para isso, tenho que entender da vida.

Você tem tempo para a vida afetiva?
Claro. Casei com a mãe do meu filho Homero, de 24 anos, a Ana Luiza. Hoje sou casado com a Patrícia Viotti de Andrade (sócia da produtora de cinema Conspiração). Não temos filhos.

Alguma delas falaria de você o que a mulher do De Masi falou: ele só pensa em trabalho?
Não, elas não diriam. A minha relação com mulheres, e incluo a minha mãe, sempre me acrescentou muito. O universo feminino acabou se refletindo no meu trabalho. Se pegar o momento da criação do garoto Bombril, em 1978, o modo como ele se dirigia à mulher era muito contemporâneo.

A série do Bombril é o seu grande orgulho?
Os anúncios com o Carlinhos Moreno são paródias do momento. Representam o reconhecimento público de um fato ou pessoa relevantes. A somatória dá um retrato da sociedade.

Por que acha que foi escolhido o publicitário do século?
Ganhar publicitário do século é fácil, qualquer um ganha, mas seu time ser campeão mundial de futebol, isso sim é relevante. Estou muito feliz, por esses dois motivos. Sou humilde, mas não modesto. Não seria maluco de achar que não mereceria. A geração de publicitários anterior à minha profissionalizou a atividade e depois ela precisava de alguém como eu.

Seu primeiro grande prêmio em Cannes foi aos 19 anos. Como driblou o deslumbramento?
O fato de ter feito sucesso muito cedo fez com que eu ficasse bobo na idade certa. Quando fiquei deslumbrado comigo foi entre os 19 e 22, e não havia holofote em cima de mim. Se houvesse, me perdoariam por ser tão jovem. Todos em casa me protegiam, principalmente uma tia minha. Ela me deu um Karmann Ghia quando eu tinha 18 anos. Imagina o que eu era insuportável com 18 anos e um Karmann Ghia na mão.

Você ganha muito dinheiro com publicidade?
Felizmente a vida me tem sido pródiga. Acho exibicionista falar o quanto ganho, mas posso garantir que ganho tão mais do que eu preciso e tão menos do que eu mereço.

03/11/2009

CABORÉ! UM DIA, UM DIA!

Muito bacana essa campanha criada para o Caboré desse ano pela agência ?EC. Uma campanha com teasers, anúncios, filmes e um hotsite. Muito, mas muito boa mesmo. Um dia eu escrevo nossa agência, no prêmio, ganho, fico rico, famoso e paro de trabalhar (Bom! Parar de trabalhar de verdade, valendão não né. E famoso famoso também não né. Também não vou ficar assim rico rico. Af!)






30/10/2009

NÃO LEVEM A SÉRIO ESTE BLOG.

Este espaço é que nem propaganda boa. Se você não levar a sério então pode conseguir tirar coisas interessantes dele. Pense nesse negócio aqui como estilo non sense de fazer propaganda que acaba se tornando referencia à realidade. Curta estes dois VTs maravilhosos da Budweiser e imagine a dupla de criativos no brain. Logo depois tem a paródia do mesmo VT. Ah! E aos anônimos que me amam, Wassuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuup!




21/10/2009

COLLEGE HUMOR E PIXAR. AS DUAS COISAS MAIS LEGAIS DO MUNDO JUNTAS.

Pois é! Eu amo a Pixar. Ainda não desisti da humanidade graças a esta empresa maravilhosa. Além dela temos também a empresa mais engraçada da face da Terra. College Humor. Agora imagina unir as duas coisas em um curta muito engraçado. Curte aí.

20/10/2009

LOGOTIPO DA INVENCÍVEL VEÍCULOS. FUI EU? QUEM ME PAGA? CADÊ?


Acabei de descobrir que fui eu quem fez o novo logotipo da invencível veículos. Como é isso? Os caras nem me pagaram pelo trabalho. Pô! O logo ficou bom né? Limpo, de fácil assimilação e uma assinatura boa pra anúncios e impressos em geral. Agora quem me paga? A Invencível? Queria receber se desse. Rola? Ô vida! Ô azar! Essa arte revolucionária ficou por conta da Bulbo.

19/10/2009

DEU NO DIÁRIO DO PARÁ. INFELIZMENTE.


Mermãzinho. Que vergonha bicho. Depois eu que sou a pessoa difícil. Eu só lamento a falta de escrúpulos pra subir na vida. Tinha um careca assim mesmo que manchou a reputação de publicitários uma época dessas. Saiu na edição de Domingo.

15/10/2009

ESTAGIÁRIOS. MAIS UMA VEZ. ATENTAI.

E aí amiguinhos? Tudo bom? Tranquilos? Beleza! Eu gostaria muito de enfatizar minha preocupação através deste Post. Por que comecei o Post assim? Por que esse foi o início de alguns emails que recebemos na Virtual Comunicação. Os emails começavam com palavras nesse estilo: "belezinha?", "bacaninha?", "tipo assim!".

Falando pessoalmente eu não me importaria de tentar decifrar essa linguagem (uhm tá!), porém quando a gente encaminha um email pra uma vaga de emprego ou estágio o negócio muda um pouco de ótica.

Agora o mais importante de tudo. O Portfólio. Vocês precisam tomar cuidado com as peças que mandam no portfolio. Chegaram até a agência algumas peças bizarras, com excesso de imagens, efeitos de photoshop e total falta de noção na utilização da tipologia. Calma, calma. Não fiquem putos comigo. É para o bem de vocês. Eu não sou o tipo de profissional que liga o foda-se quando detecta um problema desses. Eu vi muitos tabalhos bons que precisariam de uma direção de arte mais atenta. Trabalhos que valem a pena ser revisitados pelos autores. As minhas dicas são essas:

•Mostre para algumas pessoas o seu trabalho final. Um profissional e a sua empregada (uma idéia.)
•Não tenha pressa em escolher a tipologia do seu trabalho. A tipologia é como a trilha sonora de um filme. Se não for boa como John Wiliams então nem adianta cogitar utilizar nele.
•Pense se a peça que você fez ficaria bonita no seu portfólio.
•Pesquise o portfólio da empresa que você está cogitando trabalhar e veja se você se identifica com a linha de criação dela.
•Leia bastante. (LEIA!!!). Desliga a televisão uma vez por semana durante três horas e leia tudo sobre direção de arte, redação e tipologia.
•Fique atento para trabalhos de agências de fora. Para as diagramações e os estilos de redação.
•Perceba a sua língua. O modo de falar regional e as mídias de relacionamento.

Aqui na agência conseguimos responder a todos que encaminharam seu portfólio, (Teve gente que mandou direto no corel sem transformar as fontes em curva!) e conseguimos selecionar dois apenas de 45 candidatos. Fica aqui a ultima dica. Baixe aqui alguns materiais de apoio pra você ler enquanto aguarda na sala de espera para sua entrevista.

http://www.powerpoint-search.com/design-para-quem-n%C3%A3o-%C3%A9-designer-ppt.html

E, por favor, COMPREM este livro. Design para quem não é Designer. Não postei o download por que quero que você compre o livro. Todo bom designer e diretor de arte precisa ler no começo de sua carreira este livro que é o chodó de qualquer profissional.


08/10/2009

ANÚNCIOS DE CÍRIO 2009. É! TODO ANO TEM.

Enfim chegamos a mais um Círio. Com ele vêm os anúncios de homenagem. Cada vez mais a criatividade nessa hora tem de ser superestimada ao máximo para não cair na mesmice de todos os anos. O principal aqui é fugir das coincidências ao máximo também, por que sempre acontece de um criativo achar a mesma fórmula do outro. Aqui a gente fez uma dezena de anúncios, mas os clientes ainda ficam com medo achando que é gasto de dinheiro e não um investimento.

Ainda têm o veículo que dificulta ao máximo a venda com preços exorbitantes e nenhum plano de pagamento. Pena. Eles perdem e nós perdemos graças à falta de visão desse tipo de "parceiro" que ainda tem a mania de passar por cima da agência coma intenção de "ganhar" mais.

Ficha Técnica geral
Criação: João Paulo Guimarães
Atendimento: Paulo Lourenço



04/10/2009

O GUIA DO MOCHILEIRO DAS GALÁXIAS SEM AQUELA NARRAÇÃO VERGONHA-ALHEIA DO JOSÉ WILKER.


Sempre nos perguntamos de forma individual, coisas que nunca pudemos responder. Porém, nunca nos questionamos coletivamente, o que facilitaria ao máximo a compreenção das respostas que gostariamos de obter através das perguntas do próximo. O que eu quero dizer com isso? Pimenta no C dos outros é refresco. Metaforicamente é claro (claro).
Com essa coleção de livros escritos por Douglas Adams, ex-integrante do grupo de comediantes britânicos da década de 60, Monthy Phyton, você vai ter todas as suas respostas (ou vai adotar novas perguntas).

Leia todos os livros. São eles: Guia do Mochileiro das Galáxias (tem o filme de 2005 que você pode alugar), O restaurante no fim do universo, A vida, o universo e tudo mais, Até mais e obrigado pelos peixes e, por último e não menos brilhante, Praticamente inofensiva. é só clicar na imagem e baixar todos os cinco livros.

03/10/2009

Gustavo Sarkis. Redator da AlmapBBDO.

Uma entrevista extraída do PUTA SACADA que é um blog muito, mas muito bom sobre Redação Publicitária. Caso você não goste de ler tem um link muito bacaninha aqui pra você.

Cachorro-Peixe para o SpaceFox, Gritos para o Twix, La Fortuna para a nova Saveiro e a campanha de novos planos para a Claro são alguns trabalhos realizados por Gustavo Sarkis, redator da AlmapBBDO e quarto entrevistado do blog. Bom, pela qualidade das campanhas torna-se fácil imaginar a qualidade da entrevista. Uma ótima aula em 8 perguntas.

1. Fale um pouco da sua trajetória em publicidade e seu início na AlmapBBDO.
Eu comecei ista na Propeg em Salvador. Primeiro fiz aquele estágio rotativo, passando por todas as áreas, atendimento, mídia, produção, e, quando passei pela criação, tive a sorte de o diretor de criação ter notado que eu ficava fazendo títulos até às oito da noite. Nessa época e local, isso significava ficar até tarde. Com isso eu ganhei um estágio fixo na criação. Quatro anos depois, eu achava que já tinha uma pasta que não faria feio na mesa de um diretor de criação em São Paulo. Botei a pasta embaixo do braço e vim bater na porta da DM9, W/Brasil, todas as agências que faziam aqueles anúncios que eu olhava no anuário e sonhava em um dia fazer igual. E foi assim que eu troquei minha vaga de redator sênior na Propeg por três meses de estágio na Talent sem garantia de renovação. Fiquei lá por quatro anos, onde tive a chance de trabalhar com o Mauro Perez, Marcelo Aragão, Alexandre Peralta, Ana Carmem e Júlio Ribeiro. Até que um dia o telefone tocou e uma secretária disse um minuto que Marcello Serpa vai falar. Trabalhar numa agência como a Almap para mim era o máximo. Era tanta gente boa fazendo trabalhos incríveis que eu sentia que precisava dar tudo de mim para acompanhar o ritmo. Hoje, com sete anos de Almap, a sensação continua a mesma.

2. O que realmente importa na hora de avaliar a pasta de um candidato a estágio?
Um candidato a estágio tem que mostrar que é bom com os poucos recursos que têm. Não dá para impressionar com idéias mirabolantes que vão ficar no meio do caminho, porque não existe verba de produção. Pensem em idéias simples e criativas, não só em mídia impressa, mas também em ações de guerrilha, internet, outdoor, mídia integrada. Quando você é estagiário, vai receber jobs com pouca ou nenhuma verba. Quem for capaz de resolver isso com eficiência já vai sair na frente.

3. Volkswagen, Havaianas e Gatorade são referências em boa propaganda. E você atende todas elas. Além de muito trabalho, como criar com freqüência diversas campanhas sem perder a qualidade?
Em primeiro lugar vem o que você citou : muito trabalho. Dulcídio Caldeira, diretor de criação aqui da Almap, tem uma frase muito boa sobre isso. Ele diz que as boas idéias vem da herpes. Um job só fica bom quando você trabalhou a ponto de baixar a resistência, pegar uma gripe, estourar uma herpes. Depois, vem outra coisa também muito importante. Clientes como Volkswagen, Havaianas e Gatorade querem colocar boas campanhas no ar. Eles vibram com uma boa idéia, apóiam, lutam junto com a gente para que a campanha aconteça. Isso faz uma grande diferença. É muito mais difícil quando só a agência tem coragem de apostar num trabalho criativo.

4. Você participa de reuniões de briefing? Como o redator pode ajudar o cliente a entender melhor o próprio pedido e fornecer informações relevantes?
Ajudando o cliente a simplificar o máximo possível. Para mim, o brief bem feito é aquele que pode ser resumido em uma frase.

5. Existem atenções especiais ao escrever para a internet? A linguagem deste meio é muito diferente dos meios tradicionais?
Você precisa estar atento aos recursos que a internet oferece. A cada momento surgem novas tecnologias que permitem interagir com o consumidor das mais variadas formas. Eu não sou um especialista no assunto, mas quando crio para essa área sempre procuro contar com a ajuda de um redator ou diretor de arte da equipe on line aqui da agência. Mas, antes de tudo, para mim o que vale é a boa idéia. Uma grande idéia vai poder funcionar muito bem em qualquer plataforma, seja em internet, mídia impressa, TV ou outdoor.

6. Depois de vários conceitos criados e títulos redigidos, como selecionar a melhor ideia para a campanha?
Você sabe que tem uma boa idéia na mão depois que já passou por muitas. Li um texto no site da Crispin Porter Bogusky onde eles dizem que não acreditam em epifanias. Eu penso do mesmo jeito. Para saber que a primeira idéia é a boa, você precisa ter a centésima. Fazer muito também ajuda a melhorar o seu critério. Quando você tem uma pilha de idéias, as melhores vão pular na sua frente. Ainda assim, quando estou em dúvida, tudo fica mais claro depois que eu conto as minhas idéias para alguém. Não só pela opinião de quem ouve, mas também por sentir como a idéia soa fora da minha cabeça. Tem idéias que ganham ou perdem força quando são contadas.

7. Uma curiosidade. Quantas vezes você reescreve um texto antes dele virar anúncio?
Quantas vezes for preciso até ele ficar bom. Às vezes sai de primeira, quase redondo, faltando só um tapinha aqui e ali. Às vezes sai completamente torto e vou reescrevendo. Em geral procuro fazer um texto curto e rápido, porém simpático.

8. Se você estivesse começando na profissão hoje, o que perguntaria para o Gustavo Sarkis, redator da AlmapBBDO, e qual seria sua resposta?
Prefiro ir direto ao ponto e dar um conselho para quem está começando : nosso meio está abarrotado de profissionais que vivem de imagem. Releasings, notinhas, factóides, burburinhos, fotos. Tem muita gente se envolvendo tanto com isso que não sobra tempo para fazer um trabalho bem feito. Marcello Serpa outro dia comentou que as pessoas estão confundindo fama com prestígio. Fama é a consequência de mera exposição na mídia. Prestígio, é a consequência de um trabalho bem feito. Se você puder escolher com quem vai estagiar, prefira alguém que tenha o último.

22/09/2009

TEMPOS DE PAZ. DE ROTEIRO E DE ATUAÇÃO.


Ainda estou limpando as lágrimas. Com Tony Ramos e Dan Stulbach, o filme é uma adaptação da peça Novas Diretrizes em Tempos de Paz e narra a história de Clauswitz, um polonês que foge da guerra em seu país para morar e trabalhar no Brasil. O filme é lindo. Um roteiro enxuto, direção perfeita e uma trilha original muito bem composta que contribui de forma simbiótica para o sucesso do projeto, cumprindo seu papel conjunto e sua missão que é a de nos fazer chorar cada vez que o navio avisa que vai zarpar. Vá ao cinema, chore, ria e saia de alma lavada com essa história ingênua, triste e ao mesmo tempo alegre. Uma ode ao teatro.


17/09/2009

PARANORMAL ACTIVITY. TERROR DE VERDADE.

Desde o lançamento de REC não apareceu nada que me deixasse tão perturbado ao sair de uma sala de cinema. Paranormal Activity custou apenas 11 mil dólares, segue no estilo Bruxa de Blair e promete ser um dos mais bem sucedidos filmes de horror de baixo orçamento. O trailer é muito bom e já te deixa no clima certo. Eu que sou fã desse gênero e tenho hogeriza pelos filmes hollywoodyanos mal posso esperar pra sair do cinema com um marca passo no peito e um sorriso na cara.

05/09/2009

ESTAGIÁRIOS. É DE CORAÇÃO.

Nunca vou esquecer da primeira mentira que contei no mercado. Também foi a ultima. Meu contratante na porta da agência perguntou se eu sabia usar Corel e Photoshop. Foi em 2000. Óbvio que sim. Mentira.

Mas esse mesmo cara que eu achei que estava enganando também estava me enganando. Eles não eram agência, mas sim um bureau. Win x Win. Graças a essas duas mentiras firmamos uma amizade que perdura até hoje. Aprendi muito sendo estagiário lá naquele primeiro emprego.

Agora o que é importante pra um estagiário saber ao entrar na sua primeira agência? Simples. Ele tem de perguntar tudo sobre a área pretendida. Não perguntar de forma que não pareça apenas uma pergunta de alguém que quer se mostrar interessado, mas sim uma pergunta sincera. Um estagiário tem de se apegar à pessoa mais apaixonada pela área nessa agência e demostrar interesse real pela profissão, conversar de igual pra igual sobre os assuntos gerais, saber sobre historia da propaganda e sobre os grandes cases, trazer novidades de mídia, criação, atendimento, novos formatos de administração de empresas que podem ser interessantes para a agência e o mais importante. Ser sério nas suas pretenções.

Observe aquele cara que fica depois do horário em que todo mundo já saiu. Aquele cara que fala de séries, de internet, de quadrinhos, que fala dos clientes de forma crítica, daquele ou daquela mídia que falam de igual pra igual com os veículos, daquelas pessoas que escutam mais que falam nas reuniões de pauta ou reuniões internas da agência. Essas pessoas sabe de tudo que está acontecendo e tem a visão certa das formas de soluções de questões práticas.

E o mais mais mais importante é sempre ter uma visão de negócios pra tudo que faça parte de sua visão de 180 graus. Veja tudo de forma diferente de quando via quando era apenas um vestibulando. Tudo no mundo é comercializável. Comece a pensar como administrador e como empreendedor. Não estou falando pra pensar como empresário. É pra pensar como empreendedor. É diferente. E seja sempre crítico. A sua opinião, se real e pertinente, pode salvar um cliente da utilização equivocada de uma mídia desnecessária.

Aí, quando você achar que sabe de tudo sobre todos na agência, quando você pensar que conseguiu o respeito, a amizade de todos e como funciona a máquina em que você serve como ferramenta não esqueça. Você ainda é um estagiário, mas um estagiário no caminho certo.

27/08/2009

CURSO DE COACHING


Seguinte pessoal. Eu só posto aqui sobre assuntos que eu realmente acredito. Pois bem, este curso de Treinamento de Coathing é a melhor opção para você que trabalha com atendimento e liderança de equipe. Enfim, pra você que trabalha com pessoas. Um curso desse aqui em Belém é uma vez na vida e outra na morte. Ligue e informe-se sobre as formas de pagamento. Vale a pena passar por essa incrivel experiência e aprendizado.

16/08/2009

O LADO HOUSE DA VIDA.

Esse final de semana o meu lado House começou a aparecer novamente. Para o mal ou para o bem as coisas começam a dar certo em alguns setores e errado em outros. É a balança do universo. Fique com o Promo da sexta temporada que promete ser a mais pesada de todas.

14/08/2009

ANÚNCIO PAID'ÉGUA ALLTYPE.

Olha só que anúncio bacana da Six on Mídia. All type muito bem executado diga-se de passsagem. Anúncio que dá aquela inveja gostosa. Parabéns aos amigos da Six, uma agência que vem crescendo cada vez mais. Já falei que um dia ainda mando meu portfólio pra lá. Só pra não deixar de ser chato faço uma critica construtiva em relação à redação. Podia ter parado no "você entende." Fora isso ficou lindo demais. Amo Alltype.

10/08/2009

REDATOR ELOGIANDO REDATOR. (ou, Zeca Martins gostou das minhas peças!!!!)

Faz mais ou menos um mês que mandei um e-mail para Zeca Martins pedindo uma opinião sobre meus trabalhos, já que aqui em Belém você não encontra um Diretor de Criação imparcial pra lhe ajudar a crescer. Pois bem, o "seu Zeca" me retornou hoje, com um email muito simpático e bem-humorado.
"Caro Paulo,a Justiça tarda mas não falha. Nem eu! :-). Vi seu portfolio, que, aliás, é muito bom. Os anúncios que particularmente me chamaram a atenção foram o do Círio (Reicon), o da Forneria (a fusão das bandeiras), o da Fundação Ambiental (Vai encarar?). É isso.Grande abraço e muito sucesso pra você."
Zeca Martins
Eu fico agradecido pela consideração de um profissional com a moral e experiência do "seu Zeca" em responder meu pedido tão humilde e sincero. Se o Zeca Martins acha meu portfólio "muito bom", então é sinal de que eu estou no caminho certo. Amém. (caramba. O Zeca Martins me elogiou velho!)

08/08/2009

RESOLVE ESSE OUTDOOR MEU IRMÃO.

Vamos lá. Tivemos a oportunidade de iniciar um processo que vai desde a criação do Logotipo até o Planejamento criativo. Planejamento é igual à verba que é igual a careta. Tem que ser criativo e transformar mil reais em custo por mil (CPM).

Então tá. O Outdoor que estamos orçando tem um aplique não na parte superior, mas na parte de baixo dele. Aí o trio de criação bate boca falando que em menos de um dia vão quebrar tudo, pichar, mijar, vomitar e depois enforcar. Na minha cabeça esse tipo de coisa funciona assim: Quem viu viu porra! Não tem que ficar melindrando a criação por causa da má educação de alguns belenenses. O que importa é o Buzz que a mídia vai trazer pro cliente. E como a verba é curta ficamos combinados que o outdoor vai ser a estrela da campanha. Quando estiver tudo pronto e na rua aí sim eu posto uma foto.

Aí eu fiz dois layouts com aplique em cima e em baixo e começo a me questionar sobre a lógica do conceito com o aplique e também se existe racionalidade em colocar esse aplique embaixo. Depois começo a olhar o layout dele na parte superior e começo a gostar. Caramba. Parecia que eu estava traindo o layout com aplique em baixo que inicialmente foi tão bacana comigo.

Incrivelmente a gente tem explicação tanto pro aplique em baixo quanto pra ele em cima do outdoor. Aí pra piorar a situação o meu dupla me diz que eu tenho razão quanto a pertinência desse aplique em cima. Cacete! Todo mundo dividido. Se coloca aplique em cima ele cai com o vento. Se coloca embaixo vão estuprar o aplique. Será que a empresa de outdoors não podia colocar um vigilante pra cada outdoor comprado? Égua! Fazer outdoor com as bençãos do cliente é muito bacana.

05/08/2009

QUASE EM 10.000.

Quem diria. O INTELEQTU está chegando aos 10.000 acessos. Nesse meio tempo já reclamei de Deus e o mundo aqui, conquistei mais amigos que inimigos, porém esses amigos não comentam. Já os anônimos...

Queria agradecer a todos os profissonais, professores, estudantes e aos seguidores que vêm até aqui com o propósito de questionar, de aprender e de rir um pouco com as mazelas desse nosso mercado que é tão ingrato com a classe criativa, mas que ao mesmo tempo, apaixona todos os anos milhares de novos publicitários que saem das faculdades.

Continuem acessando, contribuindo e criticando. Amo demais a profissão e sobretudo gosto muito de dividir minhas paixões relacionadas ao ofício com todos vocês. E para os anônimos um agradecimento especial. Ô povinho pra falar mal, falar besteira e mesmo assim continuar acessando.

27/07/2009

CRIAÇÃO SEM PISTOLAO. LIVRÃO.

Nunca esqueço do meu amigo Breno, quem trabalhou comigo na DZ9, praticamente me obrigando a comprar esse livro. Também foi ele quem me apresentou a Rogério Steinberg. Depois de ler essa maravilha comecei a perceber a importância de ler pra enriquecer a paixão pela profissão. Estudantes, leiam mais, estudem mais e sejam amigos dos seus professores. Faça o download e compre por que vale a pena. Basta clicar na imagem.



SEGURADORAS. CRIATIVIDADE E VERBA.

Propaganda de seguradora devia ser sempre assim. Monstruosa. Imagine você pegar um cliente que tem N possibilidades pra criar. Agora imagine você poder contar com uma verba monstruosa pra colocar em prática. Esse comercial ilustra bem o que eu quero dizer. Lindo demais. Detalhe pro cachorro correndo atrás na confusão. Esse segundo VT já é mais tranquilo. Verba menor obviamente e, natualmente, não menos engraçado. Mesmo assim temos dois VTs que exigem verba pra produção e veiculação.






23/07/2009

O MERCADO PUBLICITÁRIO EM 1 MÊS.

Recentemente fui convidado por um grande amigo a ajudá-lo a dar uma cara de agência para seu Bureau que sempre executou trabalhos de publicidade, produção gráfica e bellow the line. Pois bem. Começamos a fazer um trabalho de prospecção de clientes. Alguns que estão iniciando sua empresa, o que é bom por que podemos trabalhar desde a criação do Logotipo, slogan, conceito até a campanha de lançamento. Alguns clientes já haviam tido experiência com uma agência e, traumatizados, abandonaram o "luxo da comunicação". Isso é foda. Claro que não vou citar aqui nomes, mas é uma pena o tratamento que algumas agências dão ao cliente pequeno ,fazendo ele se tornar desconfiado quando esta o aborda.
Por sorte fomos bem recebidos por todos esses clientes que fecharam pequenos trabalhos e alguns pediram mídias mais dispendiosas como rádio, tv e outdoor (apesar de barato, o outdoor só funciona em grandes quantidades).

Agora o que eu queria dizer mesmo é como o mercado de Belém lhe abre portas quando você ousa em procurar as pessoas de forma respeitosa e profissional. Gravamos nosso portfólio, imprimimos e marcamos hora de acordo com o schedule desse cliente. A reunião inicial é decisiva pra criar a confiança e a simpatia entre as partes. Ser sincero em todos os aspectos também. Parece ingenuidade, mas falar o que se pensa realmente na hora da reunião, em vez de apenas puxar o saco, é o objeto principal que quem lhe recebe analisa como ponto positivo.

Belém tem um mercado enorme a ser explorado. As grandes agências por serem grandes não estão sabendo como abocanhar essa fatia estatística talvez por serem exatamente grandes e terem suas contas maiores monopolizando o tempo da super-estrutura e, por isso, da sua infra também. A crise, como pude perceber esse mês, ficou no passado. Ao visitar essas pessoas doidas por espaço, vejo que a criação, presa nas salas, está ultrapassada.

A simplicidade em criar com vista no target vai um dia formar nosso mercado petrificado e satisfeito em preencher todo e qualquer espaço em branco no anúncio. O cliente, saturado das agências bicho-papão, já fala em e-commerce e mailing. Conhece os preços dos fornecedores e sabe o que é Long Tail. O que ele não sabe é como dar o pulo do gato. Nós sabemos, somos apaixonados por isso e loucos pra fazer esse cliente pular a cada campanha. Existe mercado pra isso.

16/07/2009

ESTÁ CHEGANDO MADMEN!

O Pôster já diz tudo que esta 3ª temporada de MadMen está trazendo. Você que ama publicidade e que adora conflitos bem escritos em meio a excelentes atuações está convidado no dia 16 de Agosto a assistir a estréia. A série tem como cenário as agências de propaganda da Madison Avenue de Nova York e no Brasil é exibida pela HBO.

É LOGOTIPO. NÃO LOGOMARCA. E NÃO É TÃO BARATO ASSIM!

Recentemente um amigo dono de uma agência pequena foi acometido por uma epidemia de clientes atrás de "Logomarca de 500 real". Não é "Logomarca"! É LOGOTIPO! E não custa só "500 real". O valor de um Logotipo depende muito do porte da empresa solicitante e do prazo que o cliente nos dá, chegando a custar de R$ 1.200,00 a até R$ 8.000,00. Um Logotipo é o Gênese do empreendedor e do projeto empresarial e não pode ter sua produção comparada com a de uma panificadora. Ao se criar um Logotipo você está criando uma empresa e não um desenho.

14/07/2009

MEGAN FOX. DEUSA DO TRASH.

Rapaz. Eu...éérrrr...olha...eu...eu...éééééé...af! Enfim...eu tava...eu tava...Ai, ai. A estréia está prevista para setembro nos cinemas americanos. (eu amo minha namorada, eu amo minha namorada...).

FORNECEDORES VIRTUAIS.

É incrível como é mais prático, fácil e mais tranquilo trabalhar com fornecedores de Porto Alegre, Curitiba, Minas e São Paulo. Uma vergonha também já que isso só mostra aos publicitários e produtores do Estado que o fornecimento de serviços ligados a comunicação está falho. Nossos fornecedores são despreparados, cobram caríssimo e, por isso, perdem para pequenas empresas de fora que nos dão um tratamento vip e atendimento 24 horas. Um exemplo:
Sai muito mais barato eu encomendar um hotsite com apresentação em flash para uma empresa de Florianópolis, onde eu tenho atendimento completo o dia todo, pois os idealizadores ficam ao msn comigo, do que eu pedir pra algum profissional daqui. O cara daqui me cobra o dobro, some com o dinheiro e muda toda a idéia de layout.

05/07/2009

ÚLTIMA PARADA 174.


A prova da ineficiência do estado está aqui. Já se passaram 9 anos desde esse episódio e a narrativa transformada em filme reflete uma realidade tátil. O filme é puro cinema brasileiro. Despreocupação com direção de arte, fotografia e pesquiza de personagens. Em compensação toda a mitologia, criada pelo Documentário nu e cru de José Padilha, ajuda a vender a produção de Bruno Barreto. Um filme que só vem sustentar a idéia que a sociedade atual tem de viver em uma guerra pela sobrevivência. Duas frases deste filme que não saem da minha cabeça: "Tu acha que playboy vai te dar alguma coisa sandro? Tem que pegar a força!" e "Sabe quem é a única vítima aqui Sandro? Você."



02/07/2009

COMO ASSIM UM DOS MAIS VOTADOS?


Rapaz! Taí! Eu até que ia gostar de ganhar esse negócio. O troféu é bonito pra caramba. Uma tecla dourada. Sem querer acabei sendo um dos mais votados. Se você ainda não votou vá até lá clicando no selo ao lado. É uma pena que não ganhe dinheiro. Estou precisando. Votem lá e obrigado a quem já votou. Clicando na imagem você confere o INTELEQTU na categoria Comunicação.

30/06/2009

COISAS QUE ME DÃO MEDO EM BELÉM.

Não me sinto seguro na minha cidade. Tenho medo da guarda-municipal, da polícia militar, dos jornais, da saúde, dos políticos, de anônimos, da CtBel, dos quinchos, de gente que se apresenta pelo sobrenome, enfim...tenho medo de ir na esquina a pé.

Hoje eu saio de casa e rezo pra chegar no trabalho, que graças a Deus é perto, e quando saio do trabalho rezo pra voltar sem ser abordado por dez equilibristas no farol. Tenho medo de precisar da imprensa daqui por que eu sei que todas as histórias são deturpadas, cortadas e tem seus detalhes omitidos. As eleições vêm aí e a gente já começou a ser estuprado pelos políticos falando de direitos iguais e da importância do povo. Tô com medo até de escrever no blog sobre isso.

Estava vendo no Jornal que a vigilância sanitária recolheu 10 máquinas de açaí da cidade. Pra fazer esse recolhimento tinham mais de oito policiais armados de metralhadoras automáticas de uso do exército. Isso tudo pra lidar com a população. Gente que trabalha em casa. No Guamá a guarda-municipal agrediu um rapaz que entrou em pânico quando viu a mãe desmaiar e por isso invadiu o PSM. Os jornais daqui não deram a informação dessa forma pro rapaz ficar como sendo o agressor. O sobrinho do Prefeito foi preso dirigindo bêbado no dia em que fazia 1 ano da Lei seca. A Governadora estava esse final de semana assistindo o Arraial do Pavulagem. Cara...quero me mudar daqui.

O Estado e o Municipio estão numa campanha de acuar, denegrir a integridade e ceifar qualquer tipo de liberdade que o cidadão tenha. Estacionar, procurar a saúde pública, recorrer à polícia, exigir segurança. Tudo isso vai desaparecer daqui a cinco anos e o contribuinte vai virar refém. Se Deus quiser eu guardo um dinheiro e me mudo pra um lugar mais seguro. Algo como a Caxemira ou Serra Leoa.

A MAIOR PRODUÇÃO CINEMATOGRÁFICA DA HISTÓRIA DO PAÍS.

Super astros, uma super trilha sonora, um super roteiro e um super sucesso. Até aí, no que diz respeito a esse lançamento, está tudo Normal. É isso mesmo. Os Normais estão de volta para trazer os grandes argumentos do cinema erudito, as grandes composições que marcaram época, as maiores atuações que a sétima arte pode eternizar, a Vani tomando inibidor de apetite e o Rui avisando que vai dar merda. Não perca esse lançamento titânico. Os Normais 2 - a noite mais maluca de todas, estreia em 28 de agosto. Quando eles vão voltar pra TV?


29/06/2009

EU AMO ALL TYPE.

Amo mesmo. Sem desmerecer o trabalho do Diretor de Arte até por que eu sou D. A. Mas o gênese da propaganda é a Redação. A ALMAPBBDO foi a responsável por essa obra-prima criada para os cursos de publicidade da Panamericana Escola de Arte e Design. Aí você vem reclamar que é texto demais né? Tá aqui o link da Caras pra você.

23/06/2009

PROFESSOR, DIRETOR DE ARTE E PLANEJADOR MARCUS DICKSON.

Recentemente fui convidado junto com o Diego da Elemídia, pelo Professor Dickson, a avaliar uma prova de Publicidade e Propaganda na FAP onde os alunos criaram campanhas para o meio impresso. É óbvio que eu nunca criticaria esses trabalhos com um olhar do profissional radical, mas sim examinaria a base do pensamento criativo que foi inserido nas campanhas. O resultado foi excelente.

Trabalhos consistentes, com uma visão de mercado real que lembravam um quase cotidiano das agências de Publicidade. Sem falar nas artes que já traziam propostas de conceitos a serem lapidados. Fiquei muito contente e lisonjeado com o convite e espero participar sempre.

Fique abaixo com uma entrevista com o Mestre Jedi da Propaganda que você pode ler completa no Blog do Ivanzito.


Marcus Dickson da esquerda pra direita. 39 anos, Jornalista, Publicitário, pai, fã de Star Wars e Professor.

"...Os blogs sem dúvida nenhuma representam a grande revolução intelectual do século XXI."

(Ivan) Porque saiu do ambiente de uma Agência para o de sala de aula?
(MD) Primeiro por uma questão de qualidade de vida. Apesar de ser um apaixonado pela sala de criação, e já estar nesse mundo há 18 anos, minha família, foi fator decisivo. Ter só hora pra “entrar” e trabalhar de domingo a domingo, tem um preço muito alto. Segundo porque eu queria novos ares e novos desafios. Encontrei na academia superior não só essa possibilidade, mais uma via financeira bem mais atraente.

(Ivan) Qual é o seu maior desafio hoje como professor?
- (MD) Lutar pela qualificação da área e acabar com a cultura dos micreiros (aquele camarada que baixou o Corel da internet, aprendeu uns truques e se acha capaz de criar material publicitário).

(Ivan) Muitos falam que é só preciso ter talento para trabalhar na área. Concorda?
- (MD) Quadradamente enganado quem pensa dessa forma. Quem quiser ter uma chance de ser consumido pelo mercado de propaganda hoje precisa ter conhecimento APROFUNDADO de questões de Direito, Administração, Marketing e Filosofia. O mercado exige resultados concretos e não peças legalzinhas pra ganhar prêmio nos festivais de propaganda. E claro, talento... muito talento.

(Ivan) Qual é a melhor peça, aquela que é "esteticamente bonita", ou aquela que é simples e eficiente?

- (MD) Sou da tribo do Nizan Guanaes (dono da África, uma das mais revolucionárias agências de comunicação do Brasil): “Não existe campanha feia ou bonita, existe campanha que FUNCIONA e as que NÃO FUNCIONAM”. Simples assim.

(Ivan) Alguns meses atrás em alguns blogs foi questionado o funcionamento do Sindicato, queixas salariais e etc. Qual seu comentário a respeito?
- (MD) Existe sindicato? Achei que era uma lenda urbana.

(Ivan) Você acredita na força das mídias sociais como o Blog?
- (MD) Os blogs sem dúvida nenhuma representam a grande revolução intelectual do século XXI. Digo isso porque a influência dos Blogs rompeu todas as barreiras e chegou a apunhalar grandes conglomerados apenas com a força da vontade de querer escrever. É só lembrar da confusão que o Estadão messianicamente travou contra “os não-profissionais” da internet.

(Ivan) Com crise, muitos perderam seus empregos. O que falar para aqueles jovens que questionam como vão entrar em um mercado de trabalho que pede conhecimentos sólidos, experiência e vivência da profissão?
- (MD) A seleção Darwiniana nunca foi tão verdadeira quanto hoje. Só os melhores vão sobreviver. Então não tem jeito. Não basta ser bom, tem que procurar ser o melhor. O que o mercado procura, a peso de ouro, são NOVAS IDÉIAS. Mas não só idéias. Meu filho de 6 anos tem idéias sensacionais a cada 10 minutos. O problema é que o mercado busca idéias LUCRATIVAS, que gerem resultados econômicos e financeiros. Se você pensa que trabalhar em propaganda é só fazer arte, então está na profissão errada. Vá fazer educação artística. A propaganda é porta-voz do capitalismo.

"Existe sindicato? Achei que era uma lenda urbana."

22/06/2009

MTV. ME LIGA AÍ !


Ainda não entendi como a MTV Belém faz pra ganhar dinheiro. Fui numa festa de lançamento da emissora a uns dois anos. Uma campanha bomba na praça sem noção nenhuma. Veio até o Léo Madeira, teve link com o pessoal do Rock Gol. Aí dia desses rolou um encontro no São Matheus pra apresentar sabe lá o que pra sabe lá quem com umas bandas alternativas que não representam nada pro anunciante e nem vendem. Eu já descobri que a MTV fez uma festa esse ano, novamente, anunciando sua chegada (de novo). Sério pessoal, não é pra avacalhar. É que eu ainda não entendi como poderia ser viável, ou interessante, anunciar na MTV Belém. Me dêem uma ligada pra gente bater um brain qualquer hora dessas. De repente aparece outra idéia além de fazer festa.

21/06/2009

TELEMARKETING NO DOMINGO ÀS 15:30. EU ATENDI.

Eu acredito veementemente que em algum momento, tanto anônimos como telemarketing acreditam estarem exercendo algum papel social de relevância. Porém, também acredito que, por uma deficiência na prática de abordagem, esse exercício do ato dá errado. Eu vou transcrever aqui meu ultimo contato com uma dessas moças do telemarketing. Bizarro.

Telefone tocando:
Eu: alô (óbvio)
Telemarketing: Aô. Eu gostaria de falar com o Senhor Raimundo Nonato. (voz anazalada com tom arrogante) .
Eu: Quem fala?
Telemarketing: Quem está falando?
Eu: Minha filha quem está falando?
Telemarketing: Quem está falando? (agora zangada)
Eu: Quem está falando? (mais pra puto que chateado)
Telemarketing: Quem está falando? (tom de mágoa)
Eu: Vou desligar tá? (aliviado)
Telemarketing: Quem es.........

Fim da ligação. A moça não se identificou e eu nunca soube do que se tratava. Porém acredito que alguma conta vai chegar em algum momento este mês no meu endereço.



15/06/2009

ATO DA CONTRATAÇÃO

Esses dias fui endagado por um anônimo em outro Blog sobre um salário de 450 reais mais comissão, pra uma pessoa formada em comunicação, ser otimo e justo. Depois disso fui lembrando das coisas pelas quais eu passei ( e ainda passo) e por coisas que outros pessoas amigas passaram ou vem passando. Quem nunca passou por isso? Aí me vieram a mente algumas frases impagáveis na hora da contratação e durante o dia a dia na empresa.

_A gente entende que você tem especialização, mas mesmo assim o tempo de experiência de seis meses é política da nossa empresa. Pois é, esse período é não-remunerado.

_Olha inicialmente nós vamos lhe pagar um X mínimo, mas no futuro podemos estar lhe pagando bem mais dependendo de sua produtividade! Mas isso é no futuro, no futuro...

_Não! Inicialmente não vamos assinar sua carteira, mas as coisas melhorando pode contar que vamos estar assinando de todos os funcionários sim.

_A gente não paga aqui hora extra. E já vou avisando que às vezes é necessário ficar na hora do almoço, trabalhar uns três Sábados no mês e alguns feriados. Ahh! você tem problema em ficar mais um pouco depois do seu horário?

_TCC? Mas que TCC rapaz! Esse negócio de estudar só atrapalha a sua prática.

_Rapaz que viajar o quê? Dia das mães tem todo ano!

_Ah, não meu amigo! Eu, quando ganhava pouco, não fazia dívidas.

_Infelizmente a gente não pode pagar almoço só por que você tem que terminar esse job que acabou de chegar.

_Você reclama demais. Só por que tem que fazer a redação, o layout, arte-finalizar, ligar pro fornecedor, apresentar pro cliente e acompanhar a produção fica aí com essa cara de "Perdi meu final de semana"???

_A gente não pode lhe dar férias no momento por falta de mão de obra qualificada. Você é muito importante pra empresa e não pode se ausentar. Não! aumento também a gente não tá podendo dar!

_Férias? Hahahahahaha. Deixa eu chamar os outros sócios pra eles escutarem isso! Ahhhh...me engasguei.

_As coisas aqui são diferentes meu amigo. Prêmio não torna você especial não!

_A gente já não discutiu que décimo terceiro só quando liberarem a empresa pra assinar carteira? Então. Plano de saúde a mesma coisa! Entenda por favor.

_Décimo terceiro? Não me faça eu me arrepender da cesta que a empresa lhe deu.

_Décimo terceiro? A gente em pleno Natal e você pensando em dinheiro?

_A gente lhe chamou aqui pra dizer que o trabalho que você está desempenhando é fantástico, a evolução empírica e teórica que você tem demonstrando é simplesmente maravilhosa. Muito bom mesmo, mas também queremos dizer que infelizmente vamos ter de deixar você ir.

_Pense assim, o mercado tá aí e logo logo você acha coisa melhor. Eu pelo menos nunca ví ninguém ser preso por não pagar suas contas.

Se você lembrar de mais alguma pode comentar.

11/06/2009

FELIZ DIAS DOS NAMORADOS INTELEQTUAIS!

É tão bom olhar pra pessoa que se ama e perceber que é impossível traduzir de forma racional o quanto cada gesto dela deixa você orgulhoso. Se fosse possível exprimir esse sentimento de amor seriam necessárias todas as cores do pantone pra compôr. Seria preciso criar palavras macias pra homenagear de verdade um amor tão intangível. Namorar é muito bom. Por que não presentear essa pessoa com algo que vai arrancar um sorriso sincero de seu rosto? Hoje você presenteia e extrapola. Gaste seu dinheiro por que é seu e você merece.

Dia dos namorados é uma data comercial? Foda-se! Ela ou ele merece. Movimente o mercado com esse gesto e marque essa data. Procure preços justos e atendimento especial. A vida passa rapidinho e pouquissimas pessoas de verdade vão ter contato com você, como essa pessoa que liga pra saber como foi seu dia ou pra dizer rapidinho que te ama. Quem sabe, daqui a vinte anos, você não olha pra ela sentada na sala de vocês, com os filhos ao redor e lembra desse texto, do presente, do atendimento, do preço...

10/06/2009

TIM BURTON, TIMUR BEKMANBETOV E NÚMERO 9.


O primeiro é conservador, trabalha sempre com o mesmo ator e seus filmes parecem mais com continuações de histórias diferentes com a mesma trilha sonora (sempre Danny Elfman na composição). O outro é o rei do absurdo e das cenas impossíveis como as que recheiam o filme Guardiões da Noite e Guardiões do Dia (não vou citar o enfadonho O Procurado). O que esperar dessa união de forças nessa nova animação? O trailer empolga muito e a estréia é uma jogada de marketing nos EUA. Acontece em 9/9/2009. No Brasil em setembro no dia 11. Tem graça isso?


video

DIRETORES DE ARTE. ATENTOS!

O artista alemão Heiko Klug tem um portfólio de dar inveja em qualquer Diretor de Arte. Ele beira as artes plásticas com as suas concepções. Lindo demais. Confira seus outros trabalhos clicando aqui.


06/06/2009

FURFLES É UM ACHADO.

Olha minha amiga dona de casa. MTV é uma decepção. As mesmas bandas de sempre tocando a mesma @&#*#$% de sempre. Agooooora justiça seja feita. O programa Furfles que passa aos sábados as dez e meia da noite é um achado. Marcelo Adnet é hilário cara. Ele apresenta também o Quinze minutos na companhia do dispensável Quiabo. Agooooooora Furfles é inteligente e engraçado. O puro humor cínico. Muito bom mesmo. Agora você se pergunta: "Que diabo esse cara faz dez e e meia da noite de um sábado em casa assistindo televisão????". Pois é.


03/06/2009

O ULTIMO JOB.

Passaram-se 14 meses trabalhando na Verodesign. 14 meses de muitos jobs, muitos Brains, noites mal dormidas e um Prêmio na bagagem.

Agora trago pra vocês este ultimo trabalho. Uma campanha interna pra Alubar de meio ambiente. É o tipo de Job que tem todo ano e que sempre traz a mesma mensagem. Conscientizar o público interno. A redação já veio pronta. Então cabe aqui traduzir isso de forma inusitada ao máximo. Lembrando que nem sempre nosso prazo é perfeito. Aqui o caminho escolhido foi o Design. Daí em diante é só desenrolar isso pro material promocional. Espero que gostem. Pode criticar à vontade. Só uma coisa. Anônimo não existe então não tem voz ativa.




02/06/2009

HITTLER. GAROTO PROPAGANDA ???


Meu irmãozinho, isso é muito estranho. Esse é um anúncio turco feito pra da marca de Chá Rasayana . Não sei se esse chá vai vender bem não. A arte não vendeu o conceito como deveria e o garoto propaganda não ajuda também o consumidor a criar empatia com a marca. O que a gente pode tirar daí é que o nazismo não fica bem de jeito nenhum. I hate Nazis.

WATER BANDEIRA. SAUDADES.


...

31/05/2009

TRAILER LATERNA VERDE FAKE.

Mais um trailer fake caiu na net semana passada. Agora é do filme "Lanterna Verde" que ainda passa por processo de produção. Muito bom cara. Empolgante. A trilha é do Trailer de Star Trek e deve ter imagens de uns vinte filmes diferentes que vão de Planeta dos macacos, Dragon Ball, Quarteto Fantástico, Matrix até Serenity.



28/05/2009

O QUE A GENTE GANHA NO PRÊMIO TOP BLOG?


Então. Parece que alguém indicou o INTELEQTU pra concorrer ao Top Blog. Eu não sei bem o que significa concorrer no Top Blog, mas agradeço muito mesmo a indicação por que se indicaram é por que gostaram. Eu gostei muito da estatueta aí em cima em forma de tecla. Design bacana. Pra votar você clica no selo ao lado. Um dia esse blog ainda me dá um dinheirinho.

26/05/2009

STAR TREK. O MILAGRE DE J.J ABRAMS.


J.J Abrams é um gênio da nova geração de diretores e fez um milagre. Star Trek é veloz, empolgante e deixa o gosto de quero mais. A única cena que perde o ritmo é a em que aparece um personagem da série antiga. Um saco.

A trilha, sobretudo, é o personagem principal do filme, deixando grandiosas todas as cenas em que ela cresce. Michael Giacchino foi para este renascimento da franquia o que John Williams é pra todo fã de Star Wars. Sem comparações mais fortes é óbvio. Nunca gostei de Jornada nas Estrelas, porém este reinício da série me ganhou. Finalmente dá pra assistir sem dormir. Baixe a trilha clicando no poster ou aqui.